Medições de mobilidade eletroforética de proteínas (potencial zeta) estão se tornando cada vez mais difundidas na pesquisa biofarmacêutica e de proteínas. Agora ela está se tornando reconhecida assim como está sendo associada à carga na molécula, a mobilidade eletroforética também se relaciona à estabilidade e ao comportamento da proteína na solução.

A carga em uma proteína é um dos parâmetros fundamentais que afetam os aspectos do comportamento da proteína como:

  • Atividade.
  • Agregação.
  • Interação com membranas e outras superfícies.
  • Afinidade de ligação de ligantes.
  • Filtração.
  • Armazenamento a longo prazo.
  • Cristalização.
  • Processamento.

A medição da carga pode fornecer informações valiosas que auxiliam no desenvolvimento da formulação no controle dessas interações para prever a estabilidade e aumentar o tempo de prateleira.

O Zetasizer Nano ZSP possui sensibilidade, protocolos associados e um software que mede de forma confiável e precisa a mobilidade de proteínas para estudar e entender o comportamento da formulação proteica.