Visão geral

Uma solução industrial robusta que integra um analisador de tamanho de partículas por difração laser com uma unidade totalmente automatizada para amostragem em dois estágios e controle de concentração para medidas online contínuas em pastas. Usado para monitorar, controlar e otimizar o desempenho de espessadores, moagens e unidades de flotação e para controle de qualidade, o PSI 500 não requer calibração e atende os requisitos específicos dos setores de minerais e mineração, oferecendo:

  • Medição de até três pontos de amostragem diferentes, utilizando uma única unidade para maximizar a produtividade do sistema.
  • Preparação de amostras totalmente integrada e automatizada para análises confiáveis com o mínimo de trabalho manual.
  • Software de fácil utilização e operação totalmente automatizada para minimizar a necessidade de treinamento e reduzir o tempo do operador.
  • Integração com plataformas de controle existentes para simplificar o desenvolvimento da automação de controle.
  • Alta confiabilidade superior a 95%, baixo tempo de parada, manutenção mínima e máximo retorno sobre o investimento.
  • Lavagem e limpeza automática das tubulações para garantir alta disponibilidade do sistema.

Como funciona

O PSI 500 integra um dispositivo para diluição de amostras com um robusto analisador de tamanho de partículas por difração laser. Ambos os elementos do sistema são adaptados para atender as exigências da indústria de minerais e mineração por uma solução online automatizada para monitoramento contínuo e controle multivariável.

Para uma análise precisa por difração laser, a luz deve atravessar a amostra, uma limitação que impõe um limite de concentração superior absoluto para a realização da medição. O multi-espalhamento, em que a luz laser interage com mais de uma partícula antes da detecção, também pode ser um problema. A diluição das amostras é, portanto, um elemento essencial da análise de fluxos mais concentrados.

Diluição da amostra
Neste sistema, um separador primário extrai uma vazão compreendida entre 50 e 170 l/min do fluxo do processo. Em seguida, um sistema de amostragem secundário extrai uma fatia representativa de 0,01 a 0,03 do fluxo primário, a cada 10 a 30 segundos, através de um cortador estacionário. Um segundo cortador fornece amostras para calibração e material não diluído para análise off-line. A frequência de amostragem do processo secundário é controlada de modo a se obter uma concentração aceitável na zona de medição, depois da diluição, sendo a maior parte do fluxo primário rejeitada e reciclada ao processo.

A unidade de diluição mistura água com a amostra secundária para satisfazer os requisitos de concentração do sensor de difração laser. A razão de diluição fica geralmente na ordem de 10 a 100, e o tempo de permanência no tanque é normalmente cerca de 1 minuto. A amostra diluída flui diretamente para o sensor óptico, passa por um fluxo turbulento, o que assegura a medição correta da distribuição do tamanho de partículas da amostra.

Medição da amostra
Todos os sistemas Insitec usam a técnica de difração laser para medir rapidamente o tamanho das partículas e empregam algoritmos de correção de mulit-espalhamento patenteados para ampliar a faixa de trabalho em termos de concentração. Esses algoritmos corrigem matematicamente o efeito (que depende da concentração) da dispersão múltipla, reduzindo ao mínimo os requisitos de diluição das amostras e garantindo que todas as medições sejam consistentemente independentes da concentração da amostra.

Nesta solução totalmente automatizada, as distribuições completas de tamanho de partículas são medidas a uma taxa de até uma medida por minuto. Esses dados fornecem uma base segura para melhor controle de processos, seja o controle manual ou automatizado.