Além do tamanho das partículas, a forma destas pode também ter impacto significativo sobre o desempenho e o processo de manuseio de muitos materiais particulados. Alguns exemplos em que as medições da forma das partículas podem ser utilizadas para melhorar o desempenho dos produtos são:

  • Biodisponibilidade de partículas de fármacos na apresentação de comprimidos e suspensões
  • Resistência dos materiais em componentes sinterizados de metal e cerâmica
  • Qualidade de impressão dos toners e pastas de solda
  • Comportamento de adensamento das colunas de cromatografia
  • Qualidade de acabamento em revestimentos à base de minerais
  • Desempenho de corte de abrasivos de SiC para a fabricação de painéis solares.

A Malvern Panalytical possui uma linha de instrumentos de caracterização de partículas baseada na técnica de análise de imagens que mede a forma das partículas em amostras dispersas em meio líquido ou a seco desde 0,5 mícrons até vários milímetros.